O MAIOR NÚMERO É DE MULHERES NO PLANETA

O MAIOR NÚMERO É DE MULHERES NO PLANETA
NA LÍNGUA PORTUGUESA FALADA NO BRASIL, CONSTAM DOIS GÊNEROS GRAMATICAIS: MASCULINO E FEMININO; NÃO É POR ACASO, É PARA ESPECIFICAR A DIFERENÇA QUE HÁ ENTRE HOMENS E MULHERES, OU SEJA, ENTRE MACHOS E FÊMEAS SEM EVASIVA. "NÃO ESTAMOS PEDINDO NENHUM FAVOR, É UM DIREITO ADQUIRIDO DE IGUALDADE SOCIAL IMPARCIAL, É DE PRIMORDIAL IMPORTÂNCIA A INCLUSÃO SOCIAL DAS MULHERES NOS TEXTOS GRAMATICAIS, ESPECIFICANDO O SEU LEGÍTIMO GÊNERO, A SUA LEGÍTIMA IDENTIDADE FEMININA".

quarta-feira, 5 de julho de 2017

"POR QUÊ, O MACHISMO É PREDOMINANTE DESDE A ERA DAS CAVERNAS ATÉ A ERA CONTEMPORÂNEA"?

"SEM NOÇÃO".

"POR QUÊ, O MACHISMO É PREDOMINANTE DESDE A ERA DAS CAVERNAS ATÉ A ERA CONTEMPORÂNEA"?

"A Conivência Delega Poderes Arbitrários à Quem, Displicentemente". 

O comodismo, o silêncio,
a indiferença e a conivência por submissão das mulheres
no convívio conjugal, familiar, social e cultural,
fortalece favorecendo e delegando poderes de autonomia absoluta
"ao eterno, déspota, vitorioso e predominante machismo cabal na face da Terra";
pense nisso, ou melhor, não pense, "CONTESTE" contestar é negar a exatidão de;
"aqui conosco o machismo não se cria".

"Aqui conosco a transparência é o limite".

AUTOR CRÍTICO DECISIVO INSOFISMÁVEL:
Jeovah Batista de Almeida "Jolly".
05 de julho de 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário